domingo, 30 de novembro de 2008

Não, eu não fui!


Queria ter estado lá sim. Eu curto o som do Queen desde que me conheço por gente. O meu pai comprou um cd, quando o cd ainda era um objeto raríssimo. Eu devia ter uns 9 ou 10 anos. Foi alí que eu conheci o Queen. Claro que os shows que rolaram essa semana não eram do Queen na verdade. Mas era o Brian May, era o Roger Taylor e era o Paul Rodgers tão elogiado pelo inimitável Freddie Mercury. Eu queria muito ter ido. Mas o preço do ingresso não tinha graça.

Cara, o mais barato custava R$250,00. E os melhores lugares já tinham dono: eram para "Mauricinhos" que tem conta GOLDEN PLUS nesses bancos da vida, ou para artístas globais. Esse país tá cada vez mais racionado. Nos últimos anos só vê um show bom quem tem muita grana ou pelo menos está disposto a pagar um dinheiro que vai fazer falta certamante. Tá tudo errado. O homem deveria ter direito a ouvir uma boa música, deveria mesmo.
((E tem gente que se recusa a pagar R$10,00 para ver uma boa peça de teatro)).
E pensar que eu já paguei R$12,50 para ver os Rolling Stones na pista de atletismo do Ibirapuera. Isso mesmo, R$12,50. Paguei R$40,00 para ver os mesmos Rolling Stones detonando no Pacaembú na turnê do Voodoo Lounge. Já paguei R$20,00 para ver Deep Purple, Whitesnake, Scorpions, AC/DC. Bons tempos esse, hein!?? E nem faz tanto tempo assim...
Como diria nosso velho amigo Karl Marx:
"Foi-se o tempo em que o grasnar dos gansos poderia mover o capitólio!"
Na foto: Brian May detonando!

3 comentários:

Daniel Sommerfeld disse...

Eu fui!

Nunca vou esquecer a vibração da guitarra de Brian, o carisma de Roger, a força e a pegada de Paul Rodgers.
Freddie estava lá. O Queen está vivo e em ação.

Anônimo disse...

May, Taylor e Rodgers mostraram que o show e a vida podem continuar, sem ter que esquecer ou deixar de lado o passado. Músicas, assim como pessoas, podem estar presentes novamente, fazendo uma nova história, um novo futuro.

Eles realmente são campeões.


O Dia On Line, 30/11/2008"

Ralph disse...

Pelo menos um dos fundadores da Curva estava por lá pra conferir!!

Valew Daniel!!